Desporto

 

Gostaria de aqui deixar  hoje e com uma certa profundidade uma História do Desporto em Montargilmas a falta de tempo para as necessárias pesquisas limitam-me a uma síntese, digamos que a um pequeno subsídio para a mesma.

 

      Recuemos aos tempos do Manuel Cardoso, do Pailó, do Paposseco, do Manuel Batalha , do Aníbal Carneiro, do Brazagal,do Vasco,e d o Manuel Baptista entre outros Diz-nos o Cardoso, que “futebol jogávamos e bem " . O campo da bola era na Tujeirinha, lá em baixo, na Barragem. Despegávamos aqui do trabalho e lá íamos todos a correr para o campo, que mais tarde passou para o Pintadinho. Até cá veio o Benfica, devia ser aí pelos anos 39/40 do século passado( 1930/40).

 

     E também se corria de bicicleta, e o Cardoso era o rei.  ”Faziam-se aqui muitas corridas, mas os meus amigos não prestavam para nada. Era o Pailó, o Joaquim da Vizinha, o Ildefonso Jaconete, o Aníbal Carneiro, e o Delgadinho que ganhava sempre o bacalhau (para o último,Vinham também dois corredores de Cabeção. diz ainda o Manuel Cardoso, que os corredores daqui só o viam à partida, nunca mais chegavam ao pé dele pois nunca mais o apanhavam. E a bicicleta dele pesasa mais de doze quilos só o Manuel Baptista é que tinha uma já com mudanças e tudo).

     Depois sei que houve ainda futebol com a mais nova geração, o Jaime, o António Maria Cardoso, o José Tomé, mas  não tenho memória concreta. Só me lembra que era uma grande rivalidade com os Foros do Arrão depois, estava eu nos meus 14 ou 15 anos, um funcionário dos Correios chamado Barata, começou um grande trabalho, mecanizando mesmo uma equipa de muito jovens com sistemas desenvolvidos no tabuleiro, por vezes no Salão Paroquial ainda sem  piso arranjado. Mas o “mestre” regressou a Tomar e a obra não teve continuidade.

 

     Entretanto, o desporto organizado aparece em Montargil através do Grupo Desportivo da Casa do Povo  e o primeiro encontro foi com a congénere da Casa do Povo de Santo Amaro(Sousel), que resultou numa rotunda vitória. E a partir daí, tanto no futebol como noutras modalidades verifica-se uma posição relevante no desporto distrital da então FNAT.  Nomeadamente no atetismo(corta-mato) com uma vitória no respectivo campeonato, feito igualmente  conseguido em andebol de 7 e em futebol( 1971/72). Outras classificações cimeiras,  nomeadamente o 2º lugar  é alcançada nas modalidades de atletismo(pista),ténis de mesa, damas , voleibol,, andebol de 11 e creio que xadrês sendo de referir ainda as boas classificações em ciclismo.

      Refira-se  ainda  que em  andebol de onze,  modalidade e a nivel federativo, foi na nossa terra disputada uma final nacional entre o Sporting Clube de Portugal e outra equipa que não me recorda. Participava-se em todas as modalidades  em que fossem organizados campeonatos.

 

     Uma história entre muitas que se poderiam contar, à primeira prova de corta-mato, ia deslocar-se uma equipa de três atletas e eu como delegado da equipa. Mas como na véspera à noite me aparece o Joaquim de Oliveira Prates (o Duzentos) a dizer que gostava de ir correr o senhor Diamantino que levava o carro dele foi nomeado Delegado em minha substituição ( fiquei cá ) e o nosso Joaquim e a nossa equipa foram campeões.

 

     Um facto que não podemos ignorar, é que nesse tempo quando os resultados dependiam por assim dizer do valor e do querer dos atletas, fomos durante alguns anos a terra mais eclética do distrito. Ponte de Sor nem tinha futebol, veio a ter mais tarde através da Casa do Povo, e foi em Montargil que se lançaram atletas que depois seguiram para o Estrela de Portalegre, como casos do saudoso Tavares, do Romão,( de Ponte de Sor) e do nosso Quim.

 

     A Casa do Povo de Ponte de Sor tinha então um senhor Presidente, que gostava tanto ou tão pouco de Montargil  que no mesmmo ano a mesma  foi extinta, desistindo do respectivo campeonato.

 

     Entretanto, e encerrado que foi aquele ciclo, em que inclusivamente visitaram Montargil equipas jovens do Benfica e do Sporting, então em representação do “ Grupo de Promoção”  é iniciado um trabalho em profundidade. Assim, uma equipa de infantis tem excelente participação em torneios da DGD, a qual, já no escalão de iniciados vence o “I Torneio Concelhio”, levado a efeito pela respectiva autarquia. Nasce, entretanto o “DESPORTIVO MONTARGILENSE,” interessado essencialmente no futebol sénior, mas o “Promoção” concorda em que toda a sua estrutura se transfira para o  “Desportivo”, inclusivamente os responsáveis técnicos, e que sem responsabilidade financeira do mesmo(Desportivo) realizam, com as suas cores um bom campeonato de juvenis. No entanto e no ano seguinte, e participando no distrital de júniores, alcançam um meritório 2º lugar, mas vencendo  por duas vezes o Portalegrense que ficou em 1º.

Com parte desta “fornada” há ainda outro campeonato de juvenis. Depois...a nível sénior, perde-se todo este trabalho.

 

     Falemos entretanto de “Atletismo” para referir que o “Promoção” venceu todos os oito “torneios concelhios”, realizado com base no “desporto de massas”, com prioridade para “a prática”, chegando-se a ter mais de cem atletas inscritos e a praticar.

E hoje ficamos por aqui!

 

Lino Mendes

Galeria de Fotos: Desporto